Trabalho final Seminários Avançados 1_2015.1

Dia 03 de julho, nós, alunos da turma de Doutorado 2014 do PPGICS, nos reunimos no auditório do Icict para o Seminário Ciência cidadã e determinação social da saúde: desafios e perspectivas. Foi um semestre inteiro lendo textos recomendados pela professora Cristina Guimarães para nos prepararmos para o evento. O desafio posterior seria o de refletir sobre como esta temática poderia contribuir ou conversar com o projeto de tese de cada um de nós em apenas uma folha.

No início, o norte de nossas reflexões foi o conceito de “risco”, de Andy Stirling (2003)[1], que defende que o risco é inerente à sociedade que estamos vivendo, que é algo relacionado à incerteza, à ignorância, e que pede prevenção. Dessa forma, comecei a pensar em como o risco poderia dialogar com meu objeto de investigação, dentro do Doutorado pelo Brasil Sem Miséria (BSM), qual seja, a comunicação científica que ocorre através de práticas interativas na Internet, usando avaliações de tipo bottom-up? Ocorre que, como observado pela professora, a comunicação pode ser vista ela mesma como um risco pelo modo como ela tenciona o fluxo e suas práticas de comunicação. Quando avaliamos a sua relação com a sociedade e à tomada de decisão, essa “comunicação de risco” entraria no campo do conflito do especialista/expert e do leigo/desinformado. O maior risco de minha pesquisa seria então tentar mostrar como isso acontece.

Em seguida, passamos a refletir sobre alguns conceitos que se relacionavam com o empoderamento; que traziam um vínculo de pertencimento, de participação, de solidariedade, de democracia, de civismo. Foi então que chegamos ao conceito de ciência cidadã, defendido por Alan Irwin (1995)[2]. E, mais uma vez, aproximando o meu projeto do conceito abordado, acredito que a estratégia de uma comunicação científica participativa e colaborativa, distribuída nas redes da Internet, seria uma na qual tanto os especialistas, quanto os próprios cidadãos possam compartilhar o processo de construção do conhecimento científico; possam trabalhar juntos, com suas diferentes habilidades e experiências, em um contexto multidisciplinar, para diminuir ou até mesmo solucionar um determinado problema da sociedade. Isso iria de encontro ao que afirma Michael Gibbons (2001)[3], em seu “Modo 2 de produção de conhecimento”, quando fala sobre a produção do conhecimento ser cada vez mais um processo socialmente distribuído.

Por fim, como o meu projeto está inserido no contexto da comunicação e da informação sobre as doenças negligenciadas, dentro do BSM, minha tarefa é dar atenção ao processo social e às dinâmicas sociais da determinação social. Um processo que permite expôr os problemas experienciados localmente e contribuir para uma equidade em saúde sustentável, levando em conta os diferentes modos e formas de vida de comunidades dentro dos mais variados contextos, em escalas macro, mezzo e micro[4].

Esses são portanto alguns dos grandes desafios a que estou submetida nesse meu processo de doutoramento porque trazem novos elementos para se pensar a ciência e a construção do conhecimento, como por exemplo, as discussões no âmbito das inovações, ou nas disputas e na interlocução da ciência com outros saberes, outros atores cognitivos e outros espaços-tempos.

Referências

[1] Risk, uncertainty and precaution: some instrumental implications from the social sciences. In: BERKHOUT, M., LEACH, M., SCOONES, I. (eds). Negotiating change: new perspectives from the social sciences, Edward Elgar, CHeltenham.

[2] Ciência cidadã: um estudo das pessoas, especialização e desenvolvimento sustentável. Instituto Piaget.

[3] Science, Technology and governance. Governance and the new production of knowledge. Ed. John de la Mothe.

[4] SPIEGEL ET AL. Why language matters: insights and challenges in applying a social determination of health approach in a North-South collaborative research program. Globalization and Health, 11; 9. 2015

Anúncios

Sobre abax

Esse blog foi feito para refletir sobre como as novas tecnologias da comunicação e da informação da Internet - aqui chamadas de Tecnologias Interativas - podem ajudar o homem a estar no mundo e a fazer Ciência no século XXI? Interesses: Interação-homem-máquina Cognição Construção do conhecimento científico Ferramentas Interativas da Internet

Tem algo para dizer?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Conexão África

Um blog dedicado à musica africana: uma viagem pelo continente africano, sua diversidade e sua riqueza (Rádio Kaxinawá - FM 100.1)

Blog da Boitempo

Aqui você pode encontrar informações dos livros e eventos realizados pela editora Boitempo. E, principalmente, pode interagir e ajudar na construção da editora que ousou ter uma cara e conquistou seu espaço produzindo livros de qualidade

Bernard Thomasson

journaliste, écrivain, voyageur, marathonien

Júlio Hermann

Brazilian writer and journalist.

sonia hirsch

jornalista e escritora focada em promoção da saúde

Innovations in Scholarly Communication

Changing Research Workflows

Sociologia Associativa

Laboratório de Sociologia dos Processos de Associação (LaSPA)

Entendendo o Corpo e a Dor by Tati Pilates

Por que a dor aparece? O que ela quer nos dizer? Como posso me curar?

compartilhandohistorias

Just another WordPress.com site

Naiara Bertão

Hub de notícias, pensamentos e dicas sobre jornalismo, mídias digitais, finanças, economia, sustentabilidade, inovação e empreendedorismo

Revolução dos Índigos e Cristais

Eles estão chegando para ajudar na transformação social, educacional, familiar e espiritual de todo o planeta, independente das fronteiras e de classes sociais. São como catalisadores para desencadear as reações necessárias para as transformações. As pessoas despertas acordarão como de um sonho com seus centros de energia totalmente abertos, livres do véu do esquecimento, tanto pessoal quanto planetário, pertinentes à terceira dimensão. As pessoas começarão a se reconectar com suas origens e propósitos da alma, que é o retorno da Consciência Crística para o planeta. Um novo campo de percepção está disponível para aqueles que aprenderem a ver as coisas de uma outra forma.

#CódigoAbierto_CC

Tecnopolítica, cultura libre, redes, comunicación, postperiodismo. El blog de Bernardo Gutiérrez (@bernardosampa)

Centelha

Um pouco de vida

Pesquisa Educação

Renata Aquino, doutora em educação e tecnologia

TED Blog

The TED Blog shares interesting news about TED, TED Talks video, the TED Prize and more.

L:I.S.T.A

Laboratório de Pesquisas em Interações Sociotecnicoambientais

The Scholarly Kitchen

What’s Hot and Cooking In Scholarly Publishing

un blog, des blogs

Et le Metablog fut

%d blogueiros gostam disto: